sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

TJ de Goiás atende reivindicação do Sindojus-GO e nomeia 28 novos oficiais de Justiça


O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), Leobino Valente Chaves atendeu a reivindicação do Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Estado de Goiás (SINDOJUS-GO) e convocou os aprovados no primeiro concurso unificado do Poder Judiciário de Goiás para o cargo de Oficial de Justiça Avaliador. Os 28 servidores foram nomeados essa semana e vão atuar em mais de nove regiões do Estado. “O presidente nos garantiu que convocaria os aprovados no concurso até o fim do seu mandato. Essas contratações não solucionam a sobrecarga de trabalho que muitos oficiais são submetidos, mas amenizam a demanda em algumas regiões”, explica o presidente do SINDOJUSGO, Moizés Bento.

Em Goiânia, cerca de 200 oficiais trabalham para cumprir mais de 33 mil mandados expedidos todos os meses pela Central de Mandados da Comarca na capital. “Em 22 dias corridos no mês, o oficial teria que cumprir, no mínimo 15 mandados por dia. Dependendo da complexidade da ordem judicial é praticamente impossível”, justifica Moizés Bento.

A demanda existente no interior do Estado é ainda maior. “Nas cidades do interior muitos oficiais recebem até 500 mandados para cumprir no mês. Os processos só tem aumentado no país e o oficial de justiça se vê pressionado, sem condições de trabalho e correndo até risco de vida durante o cumprimento de um mandado”, afirma o presidente do SINDOJUSGO.

O concurso foi homologado em março de 2015 e tem validade de dois anos, com a possibilidade de ser prorrogado por mais dois anos. “Após a posse da nova diretoria, vamos pedir uma reunião com o presidente, desembargador Gilberto Marques Filho para solicitar a prorrogação desse edital e garantir a nomeação de mais oficiais”, conclui Moizés.

InfoJus BRASIL: com informações do Sindojus-GO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...