quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Manaus: Falso PM é preso por integrar quadrilha que roubava veículos com pendência judicial

Eles procuravam veículos com pendência no sistema de segurança e, se passando por oficiais de justiça e PMs, tomavam os veículos para si

Foto: Jander Robson

Dani Brito
Manaus (AM)

Rodrigo Macedo Simas, de 32 anos, foi preso em flagrante na manhã dessa terça-feira (31), em Manaus, suspeito de integrar uma quadrilha especializada em roubo de veículos e estelionato. A prisão dele aconteceu no bairro Compensa, Zona Oeste. Com ele, foram apreendidas uma arma de fogo, munições, fardamento e identificação da Polícia Militar. Entretanto, Rodrigo não faz parte da corporação.

O caso vinha sendo investigado pela Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv) desde maio do ano passado. “Tínhamos duas investigações distintas. Uma sobre o roubo de um veículo BMW, que ocorreu há dois meses, e outra sobre crime de estelionato no qual uma associação criminosa tinha conseguido de forma ilícita se apropriar de cerca de 100 veículos de uma locadora”, disse o delegado Rafael Allemand, titular da Derfv.

Ainda segundo o delegado, no dia do roubo da BMW, os infratores abordaram a vítima na avenida Autaz Miriam, na Zona Leste da cidade. Na ocasião os assaltantes chegaram em um veículo modelo Duster de cor preta e se fazendo passar por oficiais de justiça e policiais militares “tomaram” a BMW da vítima. “Esta BMW estava com pendência judicial. Membros desta associação entraram no sistema de segurança, viam modelos de veículos desta situação e em seguida faziam as buscas para tomá-los. Estes veículos eram vendidos para terceiros a preços menores que do mercado”, ressaltou Allemand.

As investigações devem continuar para identificar outros envolvidos, bem como o paradeiro dos veículos roubados. Conforme a polícia, servidores públicos também participam do esquema. Rodrigo foi autuado em flagrante por receptação, porte ilegal de arma de fogo e munições e uso de documento falso. Ele irá responder ainda por usurpação de função pública, uma vez que o mesmo se apresentava como policial militar.

InfoJus BRASIL: Com informações do portal "A Crítica"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...