sexta-feira, 1 de maio de 2020

Deputado Federal Boca Aberta é acusado de agredir fisicamente e desacatar mais um oficial de Justiça no Paraná

Oficial de Justiça disse que levou um chute do deputado.

Um oficial de justiça registrou um boletim de ocorrências na polícia contra o deputado federal Emerson Petriv, conhecido como Boca Aberta (PROS-PR). No B.O, o oficial acusa Boca Aberta de tê-lo agredido fisicamente durante a tentativa de intimá-lo.

Não é a primeira vez que um oficial de justiça relata ter sofrido agressões do parlamentar. Em novembro do ano passado, outro servidor disse que também foi agredido e chegou a levar um cuspe no rosto por parte do deputado.

Na ocorrência registrada nesta sexta-feira (30), o oficial relatou que foi até o gabinete do deputado, na Avenida Saul Elkind (Zona Norte). Chegando lá, Boca Aberta não foi encontrado. Ao sair do gabinete, cerca de 100 metros à frente, o deputado acompanho de dois assessores abordou o oficial e passou a insultá-lo enquanto filmava toda a ação.

“Não tenho medo de você. Pode vir a Polícia Federal, seu safado“, teria dito o deputado ao oficial, que relatou no boletim não ter reagido aos insultos. Boca Aberta também não estava utilizando máscara, em razão da pandemia de coronavírus.

O oficial ainda relata que levou um chute de Emerson Petriv. Ele contou à polícia que enquanto era gravado pelos assessores do deputado, também pegou o celular para registrar as imagens. O deputado então deu um tapa na mão do oficial, derrubando o celular, e no momento que o oficial se abaixou para pegá-lo, levou um chute do político.

O chute fez com que ele caísse, rasgasse a calça no joelho e sofresse escoriações leves.

Em seguida, Boca Aberta saiu do local com os dois funcionários.


OUTRO LADO

A reportagem do 24Horas em contato com Boca Aberta procurou saber a versão do deputado.

Ele disse apenas que tem um vídeo onde mostra o que de fato aconteceu – e disse que repassaria o vídeo ao jornal. Ele também negou as agressões ao oficial.

A reportagem recebeu o vídeo às 15h57. As imagens editadas pelo gabinete do deputado mostram o oficial no local. Em seguida o vídeo também mostra Boca Aberta discutindo com o oficial de justiça. As imagens não mostram nenhuma agressão praticada pelo político.

Boca Aberta também divulgou um certidão, onde esclarece o que supostamente acontece. Você pode ler a certidão na íntegra aqui.

VEJA O VÍDEO EDITADO PELO DEPUTADO OU ASSESSORES:


InfoJus Brasil: Com informações do Portal 24 horas

4 comentários:

  1. Lamentavel que uma pessoa que foi eleita pelo povo não dê o exemplo devido. A ordem pública foi afrontada e o estado foi agredido e desrespeitado. Qualquer oficial que ali estivesse, seria agredido sendo assim ali se encontrava um ente comum que é o Estado. O apenamento para um procedimento dessa natureza deveria ser bastante rígido e com o agravante de o Autor do fato tratar-se de um agente político o qual tem por obrigação de dar o exemplo e por ter desrespeitado o Estado abriria-se procedimento para a perda do mandato.Isso é o mínimo. Uma cesta básica apenas seria um incentivo para o Estado voltar a ser vilipendiado e desacatado. O magistrado que emanou o procedimento intimatório, de ofício, deveria tomar as providências que o caso requer pois o interesse é de todos e trata-se de agressão ao Estado.

    ResponderExcluir
  2. Sugiro um B.O. na polícia Federal. Esse desacato deve chegar ao STF, pois é possível delito cometido por autoridade com foro privilegiado .

    ResponderExcluir
  3. Vem fazer isso com um OJ do nordeste filho da puta pra tu vê.

    ResponderExcluir
  4. A culpa é exclusivamente do povo q elege um pessoa desse quilate

    ResponderExcluir

Comente:

Postagens populares