quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Oficiais de Justiça retiram camisa 3 do Atlético da Loja do Galo

Atlético já anunciou novo fornecedor de material esportivo

Oficiais de Justiça foram até o estabelecimento recolher o produto sob alegação de que fabricante não tem autorização de usar a marca DryWorld

RÔMULO ABREU
@SUPERFC

Poucas horas após o anúncio do rompimento de contrato entre Atlético e DryWorld, a fornecedora de material esportivo acionou a Justiça para retirar camisas que estavam disponíveis para compra na Loja do Galo, no bairro de Lourdes, região Centro-Sul de Belo Horizonte. O motivo, no entanto, não tem a ver diretamente com o clube mineiro.

Segundo esclareceu o diretor jurídico do Atlético, Lásaro Cândido Cunha, a Rocamp, empresa que detém os direitos de representação da DryWorld no Brasil, acusou a empresa Tecnotêxtil, responsável pela fabricação do uniforme número três do Galo, de cometer diversas infrações ao produzir e distribuir a camisa especial mesmo após ser desautorizada. Com isso, oficiais de justiça estiveram na Loja do Galo nesta terça-feira para retirar o produto do estabelecimento.

O dirigente alegou que trata-se de divergência interna da DryWorld e não afeta o Atlético, inclusive, o clube terá de receber os royalties do produto independentemente de ele ser comercializado ou não.

"O Atlético não tem nada a ver com essa briga, apenas vamos nos apresentar para esclarecer a situação, que não nos afeta nem gera prejuízo. Inclusive, a fabricante (Tecnotêxtil) pode conseguir o direito à comercialização na justiça e as camisas terão que voltar para a loja e eles ainda serão indenizados".

A parceria da DryWorld com o Atlético durará apenas até o próximo dia 31 de dezembro. O Alvinegro, inclusive, já acertou com a Topper como nova fornecedora de material esportivo em contrato de quatro anos.

InfoJus BRASIL: Com informações do portal "O Tempo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...