sábado, 29 de março de 2014

SÃO PAULO: Acusado de matar oficial de Justiça é condenado a mais de 24 anos de prisão

O julgamento do assassino confesso da Oficial de Justiça Sandra Regina Ferreira aconteceu nesta sexta-feira (28/3). O acusado Reinaldo do Carmo Guerreiro foi condenado pelos dois crimes da acusação da Promotoria: homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe, e porte ilegal de arma.
A pena fixada pela Juíza foi de 24 anos e seis meses, em regime fechado.

Oficiais de Justiça vestidos de preto e a Diretoria da AOJESP fizeram vigília até a conclusão do Júri.

Nas redes sociais, vários oficiais de Justiça reclamaram da ausência de membros da diretoria do SINDOJUS/SP no julgamento de ontem (28/03), afinal, trata-se do assassinato de uma oficial de Justiça em pleno exercício das funções. Portanto, este é um momento importante para todos os oficiais de Justiça. Uma oficial de Justiça disse que o comparecimento não seria para mudar o resultado do julgamento, mas para mostrar união e respeito aos oficiais de Justiça que arriscam a vida todos os dias para levar a justiça ao cidadão.

O crime

A Oficial de Justiça Sandra Regina Ferreira Stamioto, de 48 anos, foi executada com nove tiros, em 2009, no Parque Santo Antônio, zona sul de São Paulo. Ela cumpria mandado de busca e apreensão da moto do pedreiro Reinaldo do Carmo Carneiro, de 31 anos, quando foi surpreendida pelo assassino. Ao ser preso, o acusado disse que não se arrependia de ter cometido o crime.

7 comentários:

  1. ISTO É UMA BARBÁRIE. É UM ATENTADO CONTRA O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO. ESTE ASSASSINO E OUTROS IGUAIS A ELE DEVEM SER PUNIDOS COM 30 ANOS DE CADEIA EM REGIME FECHADO, SEM DIREITO À PROGRESSÃO DE PENA OU LIBERDADE CONDICIONAL.

    ResponderExcluir
  2. Levantei uma Bandeira, uma luta, sei que não estou só, os meus COLEGAS OFICIAIS DE JUSTIÇA DO BRASIL seus históricos de vida não vai ser em vão. Os que morreram a serviço da Justiça, os que estão doentes, os que estão sofrendo assédio moral a ponto de tentarem tirar a própria vida, não vão ser esquecidos, vou divulgar incessantemente até que um dia nos respeitem, acreditem e, tenhamos reconhecimento pelo nosso em nosso ideal de servidores públicos.
    Nossa voz ninguém vai calar, muitos já tombaram nesta batalha, não estão conosco, outros não tem mais forças e, quando a vida por qualquer motivo me calar outros virão e levarão este ideal adiante, até que nos ouçam.
    https://secure.avaaz.org/en/petition/Organizacao_Internacional_do_Trabalho_Organizacao_Mundial_de_Saude_Mostrar_problemas_e_a_situacao_perigosa_dos_OFICIAIS_/?nyPFghb

    Parar. Parar não paro.
    Esquecer. Esquecer não esqueço.
    Se caráter custa caro
    pago o preço.
    Pago embora seja raro.
    Mas homem não tem avesso
    e o peso da pedra eu comparo
    à força do arremesso.
    Um rio, só se for claro.
    Correr sim, mas sem tropeço.
    Mas se tropeçar não paro
    não paro nem mereço.
    E que ninguém me dê amparo
    nem me pergunte se padeço.
    Não sou nem serei avaro
    se caráter custa caro
    pago o preço.
    SIDÓNIO MURALHA.
    Observação: poesia que ouvi uma vez e nunca me esqueci do mestre, jurista, escritor, ministro do CNJ, acima de tudo pessoa humana, digna, justa, há mais de 20 anos quando ele era só Juiz Federal do Trabalho Dr. Ney José de Freitas e, que tive a honra de trabalhar, antes de galgar todos os postos do poder judiciário.

    ResponderExcluir
  3. thank you very useful information admin, and pardon me permission to share articles here may help Obat kencing batu

    ResponderExcluir

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...