terça-feira, 12 de abril de 2016

Aojus-DF e Sindjus-DF realizam manifestação durante a inauguração do Fórum de Águas Claras (DF)

Na tarde desta segunda-feira (11/04/2016), a Associação dos Oficiais de Justiça do Distrito Federal (Aojus-DF) realizou um ato na inauguração do Fórum de Águas Claras (DF) para protestar contra o descaso do Tribunal de Justiça com os diversos crimes praticados contra  Oficiais de Justiça e com a defasagem da indenização de transporte. 

Com efeito, desde janeiro a associação solicitou uma reunião urgente com a presidência do TJDFT para resolver o problema da violência contra os Oficiais de Justiça, mas nem satisfação a Aojus recebeu. Ou seja, diante do fechamento do diálogo por parte da Administração, o ato se tornou absolutamente necessário para que a categoria fosse ouvida e providências sejam adotadas antes que algo de mais grave ocorra com algum Oficial de Justiça.

Do mesmo modo, no final do ano passado, a Presidência do TJDFT mais uma vez optou por não reajustar a indenização de transporte dos Oficiais de Justiça, apesar da sua completa insuficiência para o cumprimento dos mandados. Por essa razão, também a manifestação se mostrou imprescindível para a cobrança do respeito ao servidor por parte da Administração. 

O presidente da Aojus-DF, Gerardo Alves Lima Filho após o ato declarou: "Somos sempre abertos ao diálogo. No entanto, quando a Administração adota o caminho do fechamento do diálogo com as entidades e da violação do direito dos servidores, não poupamos medidas para impedir a permanência da conduta abusiva."

Segundo Gerardo Lima, o ato já surtiu resultado positivo. "Fomos informados de que o próximo presidente, que toma posse no dia 22/04, receberá a AOJUS no início do seu mandato para buscar o atendimento das demandas dos Oficiais. Ademais, cogita-se o estabelecimento de reuniões mensais com o Presidente, de maneira a sempre acompanhar as dificuldades experimentadas pelos Oficiais." 

O ato foi realizado em parceria com o Sindjus. O Sindicato cobrou também o pagamento dos 14,23% para todos os servidores e a reversão da portaria de compensação das horas da greve. 

InfoJus BRASIL: Com informações da Aojus/DF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...