quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Correio Braziliense: Reajuste dos servidores adiado

 
O adiamento da votação do Orçamento foi motivo de frustração para os servidores do Judiciário. O reajuste salarial dos funcionários dos tribunais está vinculado à aprovação da peça orçamentária de 2013. Com a votação só depois do carnaval, o aumento salarial não poderá mais ser incluído na folha de pagamento de fevereiro. Pelo acordo firmado com o governo, eles terão 15,8% de ganho nos vencimentos, divididos em três vezes.

A Lei da Magistratura vincula os reajustes à aprovação da lei orçamentária. Por isso, servidores do Executivo, por exemplo, não dependem das deliberações do Congresso a respeito do Orçamento. O coordenador-geral da Federação dos Servidores do Judiciário, Ramiro Lopez, lamentou a decisão do Congresso de cancelar a sessão desta terça-feira (05).

“A lei que aprovou nosso reajuste não condiciona à aprovação do Orçamento, mas há um entendimento restritivo dos tribunais com relação a isso. A gente estava na expectativa e agora será preciso esperar ainda mais”, reclama Ramiro. São 146 mil pessoas do Judiciário, entre ativos, aposentados e pensionistas, que aguardam a votação do Orçamento. A medida atinge também o Legislativo, onde 34,5 mil só receberão o reajuste após a aprovação da peça orçamentária.

com informações do Jornal Correio Braziliense
 
Fonte: Fenassojaf

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...