quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

TJRO: Central eletrônica supera 100 mil mandados distribuídos



Sistema foi desenvolvido em Rondônia para agilizar distribuição das ordens judiciais
Durante esta semana, a Central Eletrônica de Mandados (CEM), sistema desenvolvido pelo Tribunal de Justiça de Rondônia, ultrapassou a marca de 100 mil mandados judiciais distribuídos por meio da ferramenta, que possibilita automação, mais agilidade e controle dos documentos expedidos pelos órgãos judiciários estaduais e o respectivo cumprimento. Em média, mais de mil mandados são distribuídos diariamente, segundo levantamento da Coordenadoria de Informática do TJRO (Coinf).

Para o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Roosevelt Queiroz Costa, o êxito do sistema é resultado da dedicação com que técnicos e magistrados se debruçaram sobre o desafio para conferir mais esse avanço tecnológico para o Judiciário rondoniense. A juíza auxiliar da Presidência Úrsula Souza comemorou a conquista e parabenizou os analistas da Divisão de Desenvolvimento de Sistemas Judiciais, unidade da Coinf que gerencia a CEM.

De acordo com o coordenador da Coinf, Almir Albuquerque, o Judiciário tem feito investimentos em equipamentos, sistemas e capacitação para ampliar a capacidade de atendimento às necessidade de tecnologia da informação. Além de novos e mais computadores, o TJRO atua na implantação de dois novos Servidores de Dados, já adquiridos, por meios dos quais será possível mais capacidade e uma segurança ainda maior às informações que tramitam em meio digital. Para o analista de sistemas Félix Rodrigues, diretor da Divisão de Sistemas Judiciais do TJRO, os números apresentados pela CEM são resultados do investimento na capacidade de realização da equipe de informática do Tribunal de Justiça. A marca significativa da CEM depõe pela confiabilidade e funcionalidade do sistema.

Agilidade

Desde a sua implantação, ocorrida em Porto Velho (2011), a Central Eletrônica de Mandados busca agilidade, economia de material, celeridade processual, independência e condições de trabalho igualitárias para todos os oficiais de justiça. Com a ferramenta, eles conseguem imprimir seus mandados em qualquer lugar que possua internet. Depois de cumpri-lo dentro do prazo, o oficial escaneia as assinaturas colhidas e grava a certidão do ato em campo específico do sistema. O mandado físico é devolvido ao cartório em até 30 dias para fins de fiscalização. A CEM é utilizada na capital e nas demais comarcas do estado.

Fonte: TJRO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...