sexta-feira, 12 de outubro de 2012

GOIÁS: Suspeito de tráfico de armas não é oficial de Justiça

 
Foi amplamente divulgado pela imprensa nacional a prisão, em Anápolis/GO, do servidor da Justiça FRANCISCO PAJEÚ DE SOUZA acusado de tráfico de armas e segundo algumas reportagens ele possui ainda várias passagens pela polícia, uma delas por tentativa de homicídio. Ocorre que o servidor foi apresentado à imprensa como sendo oficial de Justiça, o que não é verdade, pois o servidor ocupa o cargo de Escrevente Judiciário III. Escrevente Judiciário é um cargo muito diferente de oficial de Justiça.

Qualquer pessoa, inclusive os jornalistas, podem consultar no portal da Transparência do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) e constatar que o suspeito Francisco Pajeú de Souza é Escrevente Judiciário III e se encontra lotado no Cartório Distribuidor do Fórum de Anapolis/GO.  Assim, a divulgação de que o suspeito é oficial de Justiça é indevida e constrange todos os oficiais de Justiça de Goiás e do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...