sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Oficial de Justiça baleado por atirador continua na UTI

 As três pessoas atingidas por Fernando Gouveia permanecem internadas
O oficial de Justiça Marcelo Ribeiro de Barros, 49 anos, baleado na manhã desta quinta-feira (18) pelo administrador de empresas Fernando Gouveia, de 32 anos, na Aclimação, zona sul da capital paulista, permanece internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Bandeirantes, no centro de São Paulo. O estado de saúde do oficial de Justiça é considerado estável, mas não há previsão de alta.
Assim como Marcelo, o enfermeiro Marcio Teles Lima, de 27 anos, também atingido por Fernando, continua na UTI do Hospital Alvorada. O paciente está consciente e seu quadro clínico é estável.

Veja fotos da negociação 
 
Já o quadro de saúde da psicóloga Silvia Helena Godin, de 45 anos, atingida no rosto por Gouveia, não foi divulgado pelo Hospital São Camilo a pedido da família.
Fernando Gouveia Buffolo, de 33 anos, que atirou em três pessoas nesta quinta-feira (18) no bairro da Aclimação, região central de São Paulo, disse que agiu em legítima defesa. O delegado contestou a versão do atirador.

O suspeito


O atirador, segundo José Cociolito, advogado contratado pela mãe de Fernando, sofre de esquizofrenia e já tinha passado por tratamento. Há dois meses, no entanto, ele teria saído da casa onde morava e perdido o contato com a família. Há poucas semanas, a mãe o encontrou morando na Aclimação com uma amiga que era psicóloga. Foi quando ela procurou o advogado para tentar uma internação.

Na manhã desta quinta-feira, após o consentimento do juiz, Cociolito acompanhado de um oficial de Justiça e de uma equipe médica — formada por três enfermeiros e um médico — foi até a casa do atirador.
O grupo chegou a entrar na casa, na rua Castro Alves, mas foi alvejado.

Fonte: R7

3 comentários:

Comente:

Postagens populares