quarta-feira, 23 de outubro de 2013

MINAS: oficiais de Justiça participam de operação para apurar fraudes de R$ 11,8 milhões

MP faz operação para apurar suspeita de fraude de R$ 11,8 mi em licitações em Minas

A quadrilha especializada em fraudar licitações para a contratação de shows artísticos

A prefeitura de Ijaci foi alvo nesta terça-feira de uma operação do Ministério Público de Minas Gerais que recolheu do local computadores e documentos. Segundo informações do MP, o objetivo da ação é “desarticular uma quadrilha especializada em fraudar licitações para a contratação de shows artísticos”. A operação - denominada VIP -, apura possíveis irregularidades que teriam causado prejuízos de aproximadamente R$ 11,8 milhões, em contratos com indícios de superfaturamento. Conforme o Ministério Público, além de Ijaci, a operação também ocorreu em Lavras, Conceição do Rio Verde, Boa Esperança e Coqueiral, todos os municípios localizados no Sul de Minas. Foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão e três de prisão preventiva na região.

Segundo o chefe de gabinete da Prefeitura de Ijaci, Flávio Henrique Lopes, os agentes levaram cinco computadores, além de documentos. Ainda segundo ele, os agentes não informaram detalhes da ação. Já em Lavras, foram presos os empresários acusados de chefiar o esquema que teria contrato com vinte municípios mineiros. Nenhum deles teve o nome divulgado porque a investigação ocorre em segredo de Justiça.

O Ministério Público de Minas Gerais informou que estão sendo apurados os crimes de improbidade administrativa, fraude em licitações, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Participaram da ação sete promotores de Justiça, 23 servidores do MPMG, 28 policiais militares e oficiais de Justiça. 
Fonte: Estado de Minas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...