quarta-feira, 9 de novembro de 2011

GOIÁS: servidores em greve relatam ameaças feitas pelo presidente do TJGO

Fonte: www.sindjustica.com
 
URUTAI: relato dos servidores da região que lá estiveram sobre a manifestação do presidente

Para conhecimento de todos e atendendo a pedido formulado pelos servidores da comarca de Orizona, o sindjustiça divulga abaixo o breve relato encaminhado por uma servidora que participou da manifestação na solenidade de inauguração do Fórum de Urutaí no dia 04 (juntamente com demais servidores das comarcas de Pires do Rio, Caldas Novas, Ipameri, Orizona e Sta Cruz de Goiás) e a fala do presidente do Tribunal de Justiça, como segue... ( comunicação sindjustiça - norval barbosa)
INFORMATIVO: 07 Nov 2011
...........................................................................
"Estivemos hoje na inauguração do Forum de Urutai. O presidente do Tribunal, no uso da palavra, comentou um cartaz que levamos com os dizeres: Greve dos serventuários da justiça. Sr. Presidente do Tribunal de Justiça "conciliar é a forma mais rápida de resolver conflitos". Antes de cumprimentar as autoridades ali presentes, ele se dirigiu a nós e disse que estávamos afrontando ele. Que ele tem tentado conciliar desde o inicio, mesmo antes da greve iniciar. Dirigiu ameaças dizendo que o pessoal dos correios já retornaram somente com 6% e ainda com uma greve declarada ilegal, os bancários com somente 12% de aumento. Disse que já ofereceu o limite máximo que o tj pode pagar, que é os 19 %. Só que ele NAO explicou como chegou nesses 19%. Falou ainda, em alto e bom tom, que somos um "bando de xiitas". Ainda disse que ele está no judiciário há quarenta anos e que ocupa o maior cargo do judiciário goiano, e que servidor publico tem que dar a cara pra bater e apanhar na cara e que ele não tem culpa do abacaxi cair na mão dele. Enfim, ficou parecendo que os "maus" somos nós. Ressaltamos que mantemos a "pose", não houve vaias, gritos, ou seja, fizemos o dever de casa e nos mantemos calados, em pé e com o cartaz estendido enquanto ele falava. Esperamos como esse breve relato que o SindJustiça providencie a divulgação, aos nossos colegas grevistas, de como o nosso presidente tem "respeito" ao nos chamar de "Bando de xiitas"."

2 comentários:

Comente:

Postagens populares