quarta-feira, 22 de agosto de 2012

BAHIA: Oficial de justiça se acidenta e reclama das condições trabalho

O oficial de justiça, Raimundo Augusto Corado, 56, se acidentou no dia 17 de julho, quando cumpria diligência na cidade de Barreiras (BA). Corado pilotava sua moto quando recebeu uma fechada de um carro. Na queda, o oficial sofreu diversas fraturas graves no joelho direito. Seu colega de atividade, o avaliador Max Evandro Silva, denunciou, “estamos expostos a todo tipo de risco nas ruas enquanto cumprimos diligências, agora meu colega está vulnerável em cima de uma cama e aguarda as providencias por parte do Tribunal, já que se trata de um acidente de trabalho”. Ao ser informada sobre o ocorrido, a presidente do Sinpojud, Maria José Silva acionou o advogado da entidade, Dr. Fabiano Balthazar, que já está tomando as devidas providências no sentido de prestar apoio jurídico ao filiado. “Nosso papel é defender nossos filiados. Sou oficiala de justiça e sei bem como nesta profissão arriscamos nossas vidas no cumprimento de nossos deveres para ganhar apenas 300 reais de indenização. Temos direitos, e estes devem ser respeitados”, pontua.
Fonte: http://www.politicalivre.com.br

6 comentários:

  1. Infelizmente aqui na Bahia tem sido assim: toda vez que nos acontece algo o Sindicato age prontamente, sempre depois e de forma pontual.
    Precisamos é de valorização e respeito! Condições dignas de trabalho!!!

    ResponderExcluir
  2. Não acredito que a verba de indenização de trasnportes do OJs na Bahia é somente 300,00 (trezentos reais). É impossível comprar carro, fazer manutenção (oléo, pneus, consertos), pagar seguros, impostos e comprar combustíveis. Os oficiais de Justiça da Bahia são uns verdadeiros artistas.

    ResponderExcluir
  3. Artista aqui só PIABA o resto é acomodado mesmo, pois toda vez que se resolve fazer uma mobilização para tentar mudar a realidade, ninguém aparece pois estão ocupados cumprindo mandados! Parece piada mas é a realidade.

    ResponderExcluir
  4. Trezentos reais é muito pouco. E tem gente, inclusive alguns oficiais de Justiça desinformados que fala que o dinheiro é ressarcimento de combustíveis. Temos que lembrar que o valor é para comprar o veículo, fazer manutenção mecânica, pagar seguros, troca de pneus, óleo, seguro obrigatório, IPVA, seguro contra furtos, roubos e danos, bem como para comprar o combustível. E mais: o veículo irá sofrer desvalorização ano a ano e logo teremos que trocá-lo.

    Trezentos reais é muito pouco. Ninguém é obrigado a colocar o próprio patrimônio à serviço do Estado. Resumindo: o TJBA está roubando os oficiais de justiça baianos.

    Aposto que se todos os oficiais de Justiça da Bahia comparecer nos fóruns, assinar uma lista de frequencia, avisar o diretor que estão a disposição para trabalhar, mas que não sairão com seus veículos, a administração do TJBA irá tomar alguma medida e certamente irá parar de dilapidar o patrimônio dos oficiais.

    ResponderExcluir
  5. Dino, no fim do ano passado fiz a maior pressão para instituir "a operação padrão" que era, seguir a lei friamente. EX: cumprir o mandado e retornar ao fórum para devolver imediatamente apos ao cumprimento, tínhamos aqui um provimento de que o prazo de cumprimento era 15 dias, então toda vez que chega aos 15 dias certificávamos o motivo do devolvimento. O interior aderiu em peso mas a capital não deu a minima, mesmo assim a Presidente do TJ deu até despacho em nossos pedidos, ou seja se fossemos mais conscientes de nossos direitos e deveres a coisa seria diferente!

    ResponderExcluir
  6. Somente com luta e coragem podemos conseguir alguma coisa.

    Eu por exemplo estou de greve aqui no DF. Todos os oficiais de Justiça da cidade de Santa Maria/DF, onde estou lotado, aderiram à greve.

    ResponderExcluir

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...