terça-feira, 26 de março de 2013

SALVADOR/BA: Oficiais de Justiça cobram melhores condições de trabalho

Categoria utilizou a Tribuna Popular para pedir apoio dos vereadores

A mobilização nacional das entidades representativas dos oficiais de Justiça, denominada Dia de Luta dos Oficiais de Justiça do Brasil, nos dias 25 e 26 de março, foi lembrada pelo coordenador-geral da Associação dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Poder Judiciário Baiano (AOJUS-BA), Itailson Paixão, na Tribuna Popular da Câmara Municipal, segunda-feira (25).

O oficial de Justiça destacou a importância de chamar a atenção das autoridades constituídas para os problemas enfrentados por estes trabalhadores no exercício diário da profissão. Segundo Itailson Paixão, existe uma carência de 2 mil oficiais de Justiça na Corregedoria Geral de Justiça do Tribunal de Justiça da Bahia. “Temos a notícia de que o quadro atual de oficiais de Justiça ativos é de 1.795. Entretanto, sabemos ainda que mais de 600 não exercem a função e foram designados para outras funções”, frisou.

Os profissionais recorreram à Câmara Municipal de Salvador, através do vereador Silvio Humberto (PSB), e apresentaram propostas para melhorar as condições de trabalho da categoria.

A primeira ideia é renumerar todos os endereços da cidade. “A cidade está um caos. Não existe uma numeração em sequência em nenhum bairro. Isso é fundamental não só para o oficial de Justiça, mas também para melhorar a arrecadação da prefeitura com o IPTU”, justificou Paixão.

A segunda proposta é sobre o estacionamento de veículos, como prevê a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997. “Precisamos de permissão para estacionar. Fizemos um levantamento de tudo o que atrapalha o nosso desempenho e propusemos mudanças que atingem vários segmentos da sociedade”, declarou o oficial.

Para colocar em prática o que chamam de “pacto pela Justiça”, os oficiais pedem a intervenção dos integrantes do Poder Legislativo Municipal. “Pedimos o apoio dos vereadores e da imprensa nesta causa. Vamos unir forças em prol de uma Salvador melhor. Quero agradecer o apoio do vereador Sílvio Humberto, que nos deu a ideia de utilizarmos este democrático espaço do povo”, declarou Itailson Paixão.
 
Fonte: Câmara Municipal de Salvador

2 comentários:

  1. A SITUAÇÃO EM SALVADOR É DAS PIORES DE TODAS AS CAPITAIS.
    1º Não temos central de mandados e recebemos apenas R$ 300,00 de indenização de transporte e com 2 meses de atraso. Ou seja além de pagarmos para trabalhar não somos ressarcidos, mesmo o TJ-BA cobrando R$ 74,80 pelo ato praticado pelo oficial de justiça. Trabalhamos do nosso bolso durante dois meses par depois recebermos o equivalente a pouco mais de 4 mandados.

    ResponderExcluir
  2. Olá Itailson,

    Realmente R$300,00 é vergonhoso.

    Mas parece que o TJBA está instalando Central de Mandados em algumas comarcas, talvez logo as centrais de mandados chegue em Salvador.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Comente:

Postagens populares

Vídeos: FENOJUS

Loading...