quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

FENOJUS urgente!!!

Mensagem do colega oficial de Justiça Argentino Dias dos Reis, Presidente do Sindioficiais/ES, um dos líderes da fundação da Fenojus:

Caros companheiros.

Nosso desejo é que essa mensagem alcançe a todos, ou, senão, o maior número de colegas oficiais de justiça de todo Brasil.

Abraçamos a criação da FENOJUS com o pensamento de unir, valorizar e fortalecer a classe em busca de dias melhores, implementar a cidadania e fortalecer os laços com a sociedade e nossas familias.

Temos umas tantas "federações" de associações e perdemos todas as parcelas da contribuição sindical compulsória. Em todos os estados, os servidores do Poder Judiciário Federal e Estaduais têm seus sindicatos, e nenhuma federação nem confederação sindical. Não dá pra entender esses "lideres".

Veja bem:

Apresentamos um projeto do Estatuto que foi aprovado com algumas mudanças durante a primeira assembleia. Podemos e devemos melhorar, democratizar, tornar a entidade de fato igualitária e motivar a todos os colegas, onde quer que estejam, a participar se orgulhar da FENOJUS.

Nessa direção, apresentarei a seguinte proposta durante a Assembleia de Ratificação da criação da FENOJUS:

a. 50% da receita bruta da contribuição sindical seja destinado para as entidades filiadas em parcelas iguais e a outra metade para a FENOJUS.

b. 50% das demais receitas (líquidas), distribuido da mesma forma acima.

c. Os cargos de todos os órgãos diretivos da FENOJUS sejam distribuidos igualmente para as 5 regiões e do seguinte modo: 

d. A região que eleger o presidente não indica candidato até que as outras 4 regiões sejam contempladas com um cargo, sequencialmente de menor importância (vice, Diretor finaiceiro, Juridico, etc, etc). A sequencia de votação deve ser da 5ª e última para a primeira (que elegeu o presidente).

Não vejo como ocorrer melhor distribuição dos cargos.

Motivos: Nosso pensamento é que, sendo as entidades filiadas as criadoras e mantenedoras, os beneficios devem ser repartidos.

Ainda, assim contemplado no Estatuto, certamente será mais fácil convencer os colegas nos estados (e da união, que ainda não tem sindicato específico de oficiais),criar seus sindicatos e vir somar e crescer conosco. Nessa linha, acredito, não demora 2 anos e todos os estados terão seus sindicatos e breve estaremos criando a Confederação.

Companmheiros, entretanto, enquanto uns poucos lutam, como podem ver, recebemos o primeiro prêmio por alavancar essas ideias. O sindicato dos servidores do Judiciario e MP, bem como a Confederação do Maranhão, antes mesmo da nossa primeira assembleia, se sentiram no direito e ingressaram em juizo face o nosso sindicato, tentando uma liminar pra trancar a criação da FENOJUS. Engraçado, isso, né?

Se preocupem não.

Pra criar o Sindioficiais, enfrentamos 17 procedimentos e não desistimos. Não serão essas babozeiras que nos farão mudar de ideia.

Todavia, o Sindioficiais não continuará na luta pela FENOJUS, se a democracia não prevalecer e faltar o bom senso na igualitária distribuição dos cargos e não aceitarem a distribuição das receitas conforme acima.   

Sabem o motivo que eu, Argentino, com 43 anos de serviço e próximo de completar 66 de idade, não fujo da luta?

SOMENTE O POVO SALVA O POVO, isso nos ensinou Franklim Roosevelt .

Quanto a mim, apenas lhes digo: NÃO SE ADMITE OMISSÃO QUANDO A CAUSA É NOBRE.

QUEREMOS APENAS QUE NOS DEIXEM TRABALHAR. SABEMOS O QUE E COMO FAZER.


Argentino Dias dos Reis
Sindidoficiais / ES
27 - 9900.7542

7 comentários:

  1. Valeu Argentino. Não devemos desanimar. A FENOJUS é a nossa última esperança.

    ResponderExcluir
  2. PEÇO A DEUS QUE A FENOJUS ALCANÇE ÊXITO E VENÇA TODA E QUALQUER RETALIAÇÃO.

    PARABÉNS A TODOS QUE DESEJAM FAZER JUSTIÇA NESTE PAÍS, POIS, OS SINDICATOS TEM GRANDE CONTRIBUIÇÃO NESTE PROCESSO, PRECISAMOS DE LÍDERES SINDICAIS ÍNTEGROS E ATUANTES.

    UM FORTE ABRAÇO

    OFICIAL DE JUSTIÇA AVALIADOR DO TJ-BA.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns companheiro pela iniciativa, e espero que os demais colegas tomem consciência da necessidade de uma representação forte,voltada à defesa de nossos interesses, sem medo de sofrer represálias por enfrentar os "poderosos", pois são estes que não aceitam que as demais classes também tenham os seus direitos atendidos.
    Um abraço.
    Oficial de Justiça do TJ-PR.

    ResponderExcluir
  4. O colega Argentino tem sido meio infeliz em sua colocação em dizer que o processo de fundação da Fenojus não foi democrático, pois ele mesmo foi quem elaborou o estatuto. Sobre a distribuição de valores, sou contra e caracterizo isso como crime, o propósito da FENOJUS não distribuir renda e sim defender os interesses dos Oficiais a nível Nacional. Qualquer entidade que concordar com essa proposta, deve ser excluída da Federação. A FENOJUS é muito mais que isso.
    Já a postura do Sindicato do Maranhão foi ridícula, como já não bastasse tanto sofrimento dos colegas daquela região, verificamos uma ditadura branca implantada no estado. Se eu fosse o Anibal, estudaria mais, pois ele é oficial de justiça e diante da postura ridícula em tentar barra a FENOJUS sem nenhum fundamento legal, demonstrou sua incapacidade.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia.

    Me surpreende ler que um covarde (todo anônimo não passa disso), dizer que a distribuição equitativa da receita é crime e quem defende essa proposta deve ser excluido da FENOJUS".

    De ínicio, para mobilizar e converter associações estaduais em sindicatos, apenas "blá blá blá" não adianta. Os donos do poder tentam esmagar quem busca mudanças. Em todos os estados a pressão será grande. Se acham terrivel o que fez Anibal Lins, do Maranhão tentou contra a FENOJUS, não tem ideia do que esses "donos dos servidores" são capazes.
    O Sindijudiciario do ES impugnou no Min do Trabalho, depois recorreu, depois pediu revisão, ingressou na Vara Federal Comu, depois na 5ª V Fe do Trabalho, depois na 9ª Vara, depois na Vara da Fazenda Publica Estadual de Vila Velha, depois na outra de Vitoria, depois na Procuradoria do Trabalho, depois na Policia Federal, depois na Corregedoria Geral da Justiça do ES, depois no Conselho da Magistratuta, depois no Juizado Especial Cível de Vila Velha,depois na 5ª Civel de Vitoria.
    Não contentes, pediram ao TJES a exoneração do cargo de oficial de justiça, por "espalharem a discordia entre os servidores, depois uma queixa Noticia Crime no MPT, na PF e no Ministerio Público do ES.

    Mesmo tendo passado mais de dois anos respondendo ao todo, 23 procedimentos, não desistitmos e hoje o sindioficiais es ESTA DEVIDAMENTE REGISTRADO E ATIVO.

    Os diretores e alguns abnegados, contribuiram sem nada receber, arcaram com os gastos e humilhações por tanto tempo. O desgaste foi tanto, que hoje, exatamente hoje, dois de nossos ilustres diretores (Leon Prata Neto e Marvilla) estão no CTI, vitima de AVC, infartados.

    Senhor "anônimo", covarde, crime é você não se apresentar. Defender a divisão das receitas com as filiadas que vão arcar com os gastos para a FENOJUS se tornar realidade e possa receber as receitas legais e levanter nossa classe sofrida de todo o Brasil, e, especialmente, de modo que ela, FENOJUS, não se torna entidade do norte, igual àquela do Sul ou à outra de Brasilia, e ver passar os anos e uns poucos (do norte ou do sul) mamando, ou pensando em projeção politico-partidária em seus estados.

    Quem criou o nome "FENOJUS" egastou bom tempo montando seu Estatuto, merece respeito ao exigir democracia e divisão equitativa dos cargos.
    Por último, Sr "anônimo", qual é mesmo o crime que cometi?

    Argentino Dias dos Reis

    ResponderExcluir
  6. José Francisco Campos18 de fevereiro de 2012 12:08

    Prezado Argentino e demais colegas Oficiais de Justiça.

    Também não entendi a revolta do Anônimo acima.

    Bem, colega Argentino e integrantes do SINDIOFICIAIS, a participação de vocês nesta luta é de vital importância para a valorização e progressão do Oficialato no Brasil. Admiro e apoio a iniciativa.

    Comungo da sua idéia da distribuição igualitária dos cargos nas regiões do país, acho interessante e defendo essa idéia. Quanto à distribuição de receitas, idéia que também concordo, será o Conselho de Representantes, órgão máximo de democracia numa federação, que deverá deliberar sobre estas contribuições, contudo, preocupa-me muito a decisão do SINDIOFICIAIS em não permanecer na luta caso ambas propostas não forem aceitas, pois como você diz é a democracia, e a democracia é o povo, representado pelo Conselho de Representantes, decidindo pelas contribuições e possa ser que as decisões sejam contrárias aos nossos desejos.

    Torço pela aprovação das suas propostas, caso contrário devemos acatar a decisão da maioria.

    Abraços,
    Campos
    Oficial de Justiça do SINDOJUS/RN

    ResponderExcluir
  7. Prezados Colegas,

    O importante é que a FENOJUS começe imediatamente agir. Uma forma dos oficiais de Justiça serem valorizados é a criação de sindicatos exclusivos de oficiais de justiça em todos os estados brasileiros.

    E a FENOJUS poderá contribuir para que isso aconteça rapidamente. Acredito que a FENOJUS poderá apoiar a criação dos sindicatos dando apoio operacional e jurídico.

    De forma prática e sem rodeios: A FENOJUS poderá dar apoio material e jurídico aos oficiais de Justiça interessados na criação dos sindicatos, como por exemplo, fazendo uma cartilha prática de criação do sindicato, auxiliando na publicação da convocação e ainda contratar um advogado para contestar as ações de impugnação da criação do sindicato, pois certamente os sindicatos dos servidores do judiciário irão tentar impedir a criação do sindicato. Um advogado único já teria os modelos de contestação, pois os argumentos são os mesmos. Muitas vezes os OJs dos estados não tem estrutura para marcar assembléia, publicar edital e ter advogado para contestar as impugnações, etc.

    O apoio da FENOJUS será decisivo.

    Imaginemos que RIO DE JANEIRO, RIO GRANDE DO SUL, PARANÁ, entre outros estados com grande peso nacionalmente ainda não possui sindicato de oficais de Justiça.

    A FENOJUS com certeza poderá colaborar com a criação de um SINDOJUS em cada estado do Brasil.

    Abraço.

    ResponderExcluir

Comente:

Postagens populares